sábado, 10 de janeiro de 2009

Boa noite e nada mais

Apenas um sonho perturbado
Um pesadelo mal sonhado
Uma história mal vivida
Uma companhia mal ouvida
Um amor mal amado.
Rumores.
Ouvi dizer que há busca naquela alegria
No sorriso bem dado
No gosto mais molhado
No amor mais amado
Na vida mais vivida.
Paradoxos.
Vi calor em um olhar calmo, secreto e brilhante
Parecia meu dia-a-dia
Lembrava meu desejo-vida
Parecia um complexo de minhas indecisões
Implorava para ser meu calor.
Sinceros votos de boa noite.
Havia um clarão, uma canção, um olhar cansado, meu livro e vontade
Da verdade ser tarde
Do acontecimento ser passado
Da não-razão da existência ser uma bobagem
Do amor não ter coragem
Da noite ser clara
Do sonho ser doce
Da mãe ser completa nas noites do medo, do escuro, do futuro, da vida
Do pesadelo transparecer
Da razão se resolver
Do bocejo nascer
Do frio querer
Boa noite
e nada mais.


(Parece que o tempo congelou pra mim, que o ano só não começou)

3 comentários:

O Profeta disse...

Um abrigo feito de pedras
Uma porta sem entrada
Uma janela fugida à luz
Aprisiona alma desencontrada

Um tecto feito de estrelas
A Lua brinca com fios de luz
Um cometa passou rasante
Um coração o outro seduz



Bom domingo


Mágico beijo

Leonardo Curcino disse...

é bacana que vc fala de um amor mal amado e depois de um amor bem amado. gosto desses antagonismos. me da uma sensaçao de que as coisas nao sao irreversiveis!

(:

Karol Armstrong disse...

"Da verdade ser tarde
Do acontecimento ser passado
Da não-razão da existência ser uma bobagem
Do amor não ter coragem
Da noite ser clara
Do sonho ser doce
Da mãe ser completa nas noites do medo, do escuro, do futuro, da vida
Do pesadelo transparecer
Da razão se resolver"
Gostei dessa vontade
^^
Nem todo ano começa só com sorrisos
E se parece não ter começado, não espere começar, ligue-o e bote pra funcionar, saia da zona de espera e comece por si própria se for preciso

^^
*
beijokss