domingo, 8 de fevereiro de 2009

Então,

Sinceramente você pode se abrir comigo,
honestamente eu acertei o pulo quando te encontrei.
Eu pedi pra teu coração ficar, ele me pediu se poderia ficar a vida toda.
Eu desejei cada minuto.
Eu agradeci cada segundo.
Eu mudei.
Eu fiz, refiz, hesitei, deixei, mais nunca, nunca deixei você só.
Lá longe, bem lá longe, eu te vejo, te cerco, cuido de ti, rezo por ti, já esperei por ti.
Com você eu fico feliz,
nos meus pensamentos mais absurdos,
nos meus sonhos mais escondidos,
nos meus planos mais bem feitos,
no meu devaneio mais profundo,
na minha alma, você de alguma forma, quer estar presente.
Olá, meu Príncipe mais doce, o fantasma de meus sonhos, a vontade da minha alma.
Não se assuste, não me assuste.
Na minha solidão mais doce, meu corpo grita por você, no silêncio mais profundo.
Eu te tenho dentro de mim, na complexidade mais infantil, você estaria ao meu lado, até meu último suspiro.
Meu amor, não tenha medo.
Eu ainda estou contigo, na vontade, na verdade, na alma, na tempestade, no sorriso, nos teus braços, nos meus poucos sonhos.

(Desculpe Jonatas, tava inacabado, tive que parar, e pra não perder o embalo, já postei sem ter terminado.)

4 comentários:

Jonatas disse...

Mariana: Ser Humano. Anormal. Imperfeita. Poeta.

Jonatas disse...

Sem problemas.
Eu já escrevi uma vez e salvei um racunho, porém, ele ta lá até hoje, inacabado. ^^

Jonatas disse...

já desisti dele jah ^^

Anônimo disse...

Nossa :O
Lindo, adoreei!